.Mim mesmo...
.Encontre neste blog
 
.Recentes

. ...

. Os mais bem pagos das sér...

. Livros e leitura

. Crazy photo

. Love, love, love...

. Casa do Futuro!

. Jogos Olímpicos 2016

. Assassinato de Obama

. Passageiro frequente

. Tradição

."Others"

Von Frankfurt am Main

Abat-jour

Pitau Raia

Fala Barato

O Ressio

Ana às voltas

Vendo a minha mãe

Conhece-te a ti mesmo

31 da Armada

Galeria. J.P

YouTube Canal

Olhares.com

English Russia

Sapo Blogs

Portal dos Sites

.Arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

blogs SAPO
.Fazer olhinhos
RSS
Terça-feira, 31 de Março de 2009
O Magalhães

Esta notícia preocupa-me.

 

 

 

Se já é mau um país ter um péssimo Magalhães, imagino o que é vários o terem.

O Magalhães foi clonado!!?

Bem, só espero que não sejam como fotocopias…

…que ficam cada vez pior à medida que são fotocopiadas.

Não sei onde vai parar esta juventude com este mau ensino. Afinal de contas, é o futuro deles.

 

P.S.: Falei disso ao Amadeu  - filho do amigo Carlos - se queria 1 Magalhães e ainda me lembro da resposta:

-O quê, essa anedota, nem pensar, os colegas lá da escola gozam com ele!

 

Badalado por p3marinho às 22:19
URL | Comentar | Ver comentários (1) | Escolhe-me a mim!
Segunda-feira, 30 de Março de 2009
no comments...

Sta Maria Manuela

 

…digno de se ver.

Badalado por p3marinho às 23:06
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Domingo, 29 de Março de 2009
Desktop

Pode-se encontrar tudo num "desktop" de um pc partilhado...

 

Um ícon de documento word a dizer "Viagem à Madeira" é sempre de abrir...

 

Abre-se e encontra-se isto:

 

 

"Viagem à Madeira

 

Documentos que precisam de imprimir ou levar:

·         Bilhetes electrónicos de avião, de onde consta o código da reserva

·         Bilhetes de Identidade

·         Seguros associados ao voo (se houver documentação)

·         Reserva no hotel

·         Transporte do aeroporto para o hotel e vice-versa

 

Procedimentos

1.       Viagem de Ida

O melhor é estarem no aeroporto duas horas antes do vosso voo. Apanhem um táxi porque deixar o carro no aeroporto é caro e pouco seguro.  Muita atenção! A XXXXXX é capaz de sair do Terminal 2 e não do Terminal 1 do aeroporto. Vou tentar saber e depois digo-vos. Se não conseguir, depois vocês telefonam para lá um ou dois dias antes. É importante saber porque o taxista tem de saber onde vos deixa. Chegados ao aeroporto, procuram, perto da entrada, um placar com todos os voos listados (as partidas, atenção!) e aí ficam a saber quais os balcões de check in onde se devem dirigir (normalmente é um intervalo: por exemplo, do balcão 15 ao 21). Vão a esse balcão e fazem o check in (refiram que gostavam de ir juntos e um de vós à janela) que basicamente é mostrarem o código de reserva e os BI. Não despachem a mala. A mala vai convosco. Aqui ela vai dar-vos o bilhete propriamente dito e vocês seguem para a porta de embarque (podem perguntar-lhe qual é que elas por vezes sabem logo). Duas dicas! Primeiro: cuidado para não perderem os BI porque como andam sempre a tirá-los da carteira e a dá-los para verificação é fácil deixá-los esquecidos. Segundo, tenham a reserva e depois os bilhetes sempre à mão porque há zonas do aeroporto em que vos vão pedir isso. Mas voltando atrás. Fizeram o check in e têm os bilhetes e os BI. Seguem para a porta de embarque. Para saberem o número (se a senhora do balcão ainda não sabia) procurem nos placards. Aí diz qual é a vossa porta (gate). Para conseguirem chegar a este gate vão ter que passar pela revista, que são uns senhores que verificam a bagagem e os passageiros. A mala vai passar no raio x (Nada de líquidos nem coisas cortantes. E bombas, só em caso de extrema necessidade.) e eles podem pedir para a mala ser aberta. Se trancaram ou puseram código tenham isso presente (já agora qual era o código da vossa mala? Eu acho que era XXXX mas não estou certa. De qualquer forma eu acho que o código que fica em uso é o que estiver marcado quando a mala está aberta. Cuidado com isso porque têm de conseguir abrir a mala! E tinha uma chavinha também.). Depois vocês passam pelos detectores e se levam cintos talvez seja melhor tirar porque vai apitar. Mesmo assim comigo apita sempre e sou sempre revistada. Ainda bem que é assim, porque dá a sensação de segurança. Passada a revista, procurem as indicações para a vossa porta (gate) de embarque e estejam lá penso que 30 minutos antes do voo porque é quando eles começam a deixar as pessoas ir para o avião. Este bilhete não inclui comida por isso talvez queiram comer qualquer coisa. E ir à casa de banho. Mas claro que há casa de banho no avião (se bem que o autoclismo não é de água, é de vácuo).

2.       Aterrados na Madeira

Chegados ao aeroporto, procurem um sr. com o vosso nome escrito num cartaz. Ele irá transportar-vos para o hotel (este serviço já está pago, levem o comprovativo).

Chegados ao hotel façam o check in e informem-se das condições do tudo incluído: as únicas restrições que os tudo incluído costumam ter é os horários, ou seja a pessoa não pode querer almoçar às 10 da manhã ou jantar às 3 da manhã, e de bebidas, isto é champanhes e afins normalmente não estão incluídos. Mas de resto é comer e beber o que quiserem, incluindo pequeno-almoço, almoço e jantar (e não sei se uns snackzinhos a meio da tarde também, informem-se). Não paguem nada. Está tudo pago – quarto e tudo incluído. Levem o papel da reserva convosco.

3.       Regresso (oooohhhh)

No dia da partida, o sr. que vos transportou do aeroporto para o hotel vai agora levar-vos do hotel para o aeroporto. Também está pago (levem o comprovativo convosco).

 

 

 

Boa viagem! Verifiquem o tempo lá e levem roupa de banho – bikinis e calções de banho. Penso que a água do mar é bem quentinha (20graus?) e o hotel tem duas piscinas (uma delas interior, se estiver mais frio).

Cumprimentos ao Alberto João e ao Cristianinho!"

 

Bem, melhor que GPS, melhor é impossível...

Boa viagem aos 2 e esperamos que corra tudo bem.

Beijinhos

 

 

Badalado por p3marinho às 04:20
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Sexta-feira, 27 de Março de 2009
Vale a pena ler até ao fim.

Pensávamos que Santana Lopes não servia, bem como Cavaco, Durão e Guterres.

Agora dizemos que Sócrates não serve.

E o que vier depois de Sócrates também não servirá para nada.

Por isso começo a suspeitar que o problema não está no trapalhão que foi Santana Lopes ou na farsa que é o Sócrates.

O problema está em nós. Nós como povo.

Nós como matéria-prima de um país.

Porque pertenço a um país onde a ESPERTEZA é a moeda sempre valorizada, tanto ou mais do que o euro.

Um país onde ficar rico da noite para o dia é uma virtude mais apreciada do que formar uma família baseada em valores e respeito aos demais.

Pertenço a um país onde, lamentavelmente, os jornais jamais poderão ser vendidos como em outros países, isto é, pondo umas caixas nos passeios onde se paga por um só jornal E SE TIRA UM SÓ JORNAL, DEIXANDO-SE OS DEMAIS ONDE ESTÃO.

Pertenço ao país onde as EMPRESAS PRIVADAS são fornecedoras particulares dos seus empregados pouco honestos, que levam para casa, como se fosse correcto, folhas de papel, lápis, canetas, clips e tudo o que possa ser útil para os trabalhos de escola dos filhos ....e para eles mesmos.

Pertenço a um país onde as pessoas se sentem espertas porque conseguiram comprar um descodificador falso da TV Cabo, onde se frauda a declaração de IRS para não pagar ou pagar menos impostos.

Pertenço a um país:

- Onde a falta de pontualidade é um hábito;
- Onde os directores das empresas não valorizam o capital humano.
- Onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e, depois, reclamam do governo por não limpar os esgotos.
- Onde pessoas se queixam que a luz e a água são serviços caros.
- Onde não existe a cultura pela leitura (onde os nossos jovens dizem que é 'muito chato ter que ler') e não há consciência nem memória política, histórica nem económica.
- Onde os nossos políticos trabalham dois dias por semana para aprovar projectos e leis que só servem para caçar os pobres, arreliar a classe
média e beneficiar alguns.

Pertenço a um país onde as cartas de condução e as declarações médicas podem ser 'compradas', sem se fazer qualquer exame.

- Um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no autocarro, enquanto
a pessoa que está sentada finge que dorme para não lhe dar o lugar.

- Um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o peão.

- Um país onde fazemos muitas coisas erradas, mas estamos sempre a criticar os nossos governantes.

Quanto mais analiso os defeitos de Santana Lopes e de Sócrates, melhor me sinto como pessoa, apesar de que ainda ontem corrompi um guarda de
trânsito para não ser multado.

Quanto mais digo o quanto o Cavaco é culpado, melhor sou eu como português, apesar de que ainda hoje pela manhã explorei um cliente que
confiava em mim, o que me ajudou a pagar algumas dívidas.


Não. Não. Não. Já basta.


Como 'matéria prima' de um país, temos muitas coisas boas, mas falta muito para sermos os homens e as mulheres que o nosso país precisa.

Esses defeitos, essa 'CHICO-ESPERTERTICE PORTUGUESA' congénita, essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui até se converter em casos escandalosos na política, essa falta de qualidade humana, mais do que Santana, Guterres, Cavaco ou Sócrates, é que é real e honestamente má, porque todos eles são portugueses como nós, ELEITOS POR NÓS. Nascidos aqui, não noutra parte...

Fico triste.

Porque, ainda que Sócrates se fosse embora hoje, o próximo que o suceder terá que continuar a trabalhar com a mesma matéria prima defeituosa que, como povo, somos nós mesmos.

E não poderá fazer nada...

Não tenho nenhuma garantia de que alguém possa fazer melhor, mas enquanto alguém não sinalizar um caminho destinado a erradicar primeiro os vícios que temos como povo, ninguém servirá.

Nem serviu Santana, nem serviu Guterres, não serviu Cavaco, nem serve Sócrates e nem servirá o que vier.

Qual é a alternativa?

Precisamos de mais um ditador, para que nos faça cumprir a lei com a força e por meio do terror?

Aqui faz falta outra coisa. E enquanto essa 'outra coisa' não comece a surgir de baixo para cima, ou de cima para baixo, ou do centro para os lados, ou como queiram, seguiremos igualmente condenados, igualmente estancados....igualmente abusados!

É muito bom ser português. Mas quando essa portugalidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento
como Nação, então tudo muda...

Nós temos que mudar. Um novo governante com os mesmos portugueses nada poderá fazer.

Está muito claro... Somos nós que temos que mudar.

ESTOU SEGURO DE QUE DESCOBRIREMOS O RESPONSÁVEL QUANDO NOS MIRARMOS AO ESPELHO.


AÍ ESTÁ! NÃO PRECISAMOS DE PROCURÁ-LO NOUTRO LADO.

 

Eduardo Prado Coelho - in Público

Badalado por p3marinho às 23:20
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Domingo, 22 de Março de 2009
Livros e leitura

...lido!

After Dark - Os Passageiros da Noite

 

Badalado por p3marinho às 22:00
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Sábado, 21 de Março de 2009
Benfica vence taça

SLB

 

SLB

 

SLB, SLB, SLB

 

Glorioso SLB

 Glorioso SLB

Badalado por p3marinho às 23:20
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Terça-feira, 17 de Março de 2009
Nós e as "Leis"

Começámos a falar de como era disparatada a existência de certas leis esquisitas nomeadamente uma lei que tinha existido no nosso pais em meados dos anos 60  e de impulso ela diz:

 

-tenho uma cópia dessa licença na minha carteira! Podes ir buscar?

 

´Pera, pára tudo! Uma cópia de uma licença de Acendedores e Isqueiros na tua carteira!???

 

Como? Primeiro não fumas e segundo a dita lei terminara antes de nasceres!

 

E não é que tinha mesmo!!!!

 

-Foi um senhor já velhinho que deu à minha mãe lá no hospital e eu guardei - Diz-me ela.

 

Mas, mas, andas com ela na carteira..... sempre?

 

Miúda, não bates bem.

 

E lá estava eu, com um pedaço de papel de 1968. A licença Anual para uso de Acendedores e Isqueiro Nº. 159 registado pela Secção de Finanças da Figueira da Foz -INIMAGINÁVEL - nesse momento parecia um "puto" a olhar para um tesouro descoberto.

 

És a maior! – Pensei eu.

 

Por trás tem uma área dedicado a "Indicações" onde se pode constar o preço da dita e alguns princípios de soberania do Estado daquele tempo em que uma delas diz - "Havendo denunciante, pertencerá a este metade da parte que compete ao autuante" - bem, agora sei de onde vieram pequenas riquezas de algumas pessoas.

 

Cuidado com os fumadores, já faltou mais para que se forjasse uma licença de permissão para saborear um cigarro, um dia deste inventam uma licença para podermos respirar o ar da rua.

 

Mas como haverá sempre alguém que faça leis hilariantes como esta, haverá também sempre rebeldes que andem com uma telha no bolso, pois o isqueiro podia ser aceso “debaixo de telha” , a licença só seria para a via publica.

 

Outras leis – felizmente não encaixadas no nosso país.

 

 

  No estado de Nova York é proibido cumprimentar outra pessoa colocando o polegar no nariz e mexendo os outros dedos.

  Em Nova York, a pena para quem pular de um prédio é... a morte.

  É proibido andar com um sorvete no bolso no Estado de Nova York.

  No Havaí, é proibido colocar moedas nas orelhas.

  No Arizona, é proibido manter burros dentro de banheiras.

  É contra a lei ter mais de dois vibradores dentro de casa, também no Arizona.

  No Wyoming, é proibido cortar o cabelo de uma mulher.

  No Nebraska, se uma criança arrotar durante a missa, seus pais podem ser presos.

  Em Connecticut, para um picles ser "oficialmente" um picles, ele deve quicar.

  É proibido um homem dar à sua namorada uma caixa de chocolates com menos de 50 libras (cerca de 22 Kg).

  É ilegal sair de casa sem roupas íntimas na Tailândia.

  É proibido a dois homens adultos terem sexo numa casa onde haja uma terceira pessoa, conforme uma lei antiga do Reino Unido.

  No México, é ilegal gritar palavras ofensivas em qualquer local público.

 

Badalado por p3marinho às 22:58
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Sexta-feira, 13 de Março de 2009
EMIGRAÇÃO PORTUGUESA

EMIGRAÇÃO PORTUGUESA: período de 2000 a 2009 fica para a história como daqueles em que mais saídas se registaram

Sábado, 07 Março de 2009

O período compreendido entre o ano 2000 e 2009 foi um dos que maior emigração registou e que em número deve mesmo equivaler ao grande "boom" dos anos sessenta -  a opinião foi expressa por Manuela Aguiar a «O EMIGRANTE/MUNDO PORTUGUÊS».

A ex-secretária de estado falava à margem do encontro da mulher migrante que está a decorrer em Espinho desde ontem. Aquela dirigente associativa referiu ainda que "não é por acaso que o número de emigranrtes no Reino Unido passou de 30 a 40.000 para os actuais 450.000 e há muito quem diga que está já acima do meio milhão".

Para Manuela Aguiar este movimento migratório tem características basicamente europeias


Por sua vez, António Dias Costa, conselheiro social da embaixada portuguesa na Suiça confirmou igualmente um enorme aumento de emigrantes portugueses para aquele país, cujo número neste momento já se estima em 210.000.

 

 

Fonte - Mundo Portugues

 

...pudera, na situação que está a Nação!

 

Já somos 2.

 

Badalado por p3marinho às 00:01
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Quinta-feira, 12 de Março de 2009
Livros e leitura

...lido!

 

Capitães da Areia

 

Badalado por p3marinho às 00:57
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Terça-feira, 10 de Março de 2009
O "papão" das reclamações!

Li por aqui, sobre a questão das “empresas” não reagirem muito bem a reclamações e querem ser mais fortes que a lei.

Mas será culpa de quem?

O facto é que elas o fazem, em variadíssimas coisas.

Uma delas, no consumidor final, tentam contorná-la para os enrolar. Sabem muito bem que na reclamação, o cliente nunca seguirá com processo judicial, mesmo que no final seja ganho pelo mesmo.

Ter que fazer exposição por escrito, talvez por carta registada à empresa e com aviso de recepção – chatice - adquirir um advogado – outra grande chatice e com dinheiro à vista – e ir para um tribunal – nem pensar - parece um importuno para maior parte das pessoas.

A questão é que o cliente opta ficar prejudicado do que tirar da sua vidinha umas únicas horas e reaver as dezenas de euros que perdeu.

A ajudar estão as tais figurinhas a gerir esse “tipo” de lojas, tem 10 dedos de instrução sobre comportamento psicológico do cliente e por vezes sabem que “brincando”, o cliente cede facilmente.

Por outro lado, outros clientes não o fazem, talvez por medo, ou até de não estarem bem advertidos com o procedimento legal.

Sou plenamente a favor de que se escreva mais nos livros de reclamações, não só para reclamar, pois eles também servem para expor opiniões e quem sabe elogiar o staff do negócio. A nossa cultura é que não dá para estas coisas, somos um povo de natureza do “deixa andar”. Talvez se houvesse mais informação, passar a noção que reclamar não é mau, mas sim pelo contrário, tanto para com o cliente, a que posteriormente os outros usufruirão um melhor serviço, como para as Empresas, que se podem servir de opiniões gratuitas de como prestar um serviço melhor e mais personalizado.

Cheguei a ver, em instituições públicas, por exemplo, utentes a querem reclamar e vir “a pessoa” tentar não entregar o livro e passar, por exemplo, o utente à frente, ou começar a tratar melhor o utente pelo facto de ele requerer o livro.

Claro que diante deste tipo de comportamento o utente acabe por não reclamar, até já fica ensinado, na próxima, chaga e diz:

                -Livro de reclamações.

Como se costuma dizer:

-Uma mão lava a outra e as duas lavam a cara.

 

Talvez a culpa seja nossa.

Se todos nós lutarmos pelos direitos, acredito que as Empresas olhassem também para o cliente, afinal somos nós que lhes damos o dinheiro.

E está mesmo à nossa frente para que tudo mude.

 

Deixo uma dica.

Para lidar com algumas das situações, existe um departamento – de longe melhor que a DECO – que vê o nosso lado legal e faz com que se cumpra a lei perante essas empresas.

É um órgão de apoio e consulta do Conselho de Administração, que tem como missão a apreciação de assuntos relativos a práticas negociais, conflitos, reclamações e queixas ou sugestões de clientes das empresas.

Provedor Sonae

Lugar do Espido Via Norte
Apartado 1011
4471-909 Maia Portugal
Tel: 22 010 4755 
Fax: 22 010 4784
ou utilizar o Email
provedor@sonae.pt

 

Provedor PT telecomunicações

Av. Fontes Pereira de Melo, 29 - 2º
1050-117 LISBOA
Telefone: 800 20 44 20 (chamada gratuita)
Fax: 21 355 44 25
e-mail:
provedor-cliente@telecom.pt

 

 

 

Conclusão: Não tenham medo do "papão"!

 

 

 

Ah!

Chegar a uma loja com um problema, e a porcaria do empregadeco dar a primeira desculpa que lhe vem ao único neurónio, só me apetece de lhe dar uma arrochada e mandá-lo para último lugar da lista de espera do desemprego.

Eles não têm que saber mais que nós, de nos responder questões técnicas, mas agora não saberem responder àquilo que lhes compete aquele emprego, por exemplo estarem a trabalhar na secção de informática e não saber qual a diferença entre um Core 2Duo e um Quad-Core, valha-me Deus, não lhe estou a perguntar o que é uma Frame Relay.

Que país de burros e cheio de pessoas com vontade de fazer nenhum.

 

Badalado por p3marinho às 00:00
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!