.Mim mesmo...
.Encontre neste blog
 
.Recentes

. Bicho danado!

. 776 a.C.

. Faroeste!

. Alá akbar!

. À beira de um ataque de n...

. "Caso Madeleine"

. SISMO!!!

. Ontem foi…

. O soldado (des)conhecido

. DESPENALIZAÇÃO DO ABORTO

."Others"

Von Frankfurt am Main

Abat-jour

Pitau Raia

Fala Barato

O Ressio

Ana às voltas

Vendo a minha mãe

Conhece-te a ti mesmo

31 da Armada

Galeria. J.P

YouTube Canal

Olhares.com

English Russia

Sapo Blogs

Portal dos Sites

.Arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

blogs SAPO
.Fazer olhinhos
RSS
Terça-feira, 30 de Setembro de 2008
Bicho danado!

 

Desde 1933 que acontece...

 

O sofrimento da garganta começa, os olhos ficam meio cerrados, mas o que mais me irrita é o facto deste bicho dar cabo do corpinho de uma pessoa...que moleza...parece que ontem fui maltratado por um ajuntamento de vírus...

 

Este bicho que começou pela minha companheira e agora deu para me atacar não pára de "infectar" pelo Mundo fora.

 

Raios partam o "Influenza", pela sua representação ate mete medo...

 

 

 

 

 

 

 

P.S.: A "ASAE" deveria fechar a própria ASAE

 

tags:
Badalado por p3marinho às 09:24
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008
776 a.C.

É bom saber que existe algo que nos move para frente – Michael Phelps ; Usain Bolt. Ao contrário de alguns portugueses que, ao se consagrarem a uma desastrosa prestação, lhe juntaram pouco intelecto para batalharem contra a situação.

De duas, uma: ou se amanham psicologicamente porque “ali” não se brinca, ou ficam em casa.

Não queremos que envergonhem assim o nosso País - Perder é só um passo para chegar à vitória…

 

Encontrei este site aí na comunidade

tags:
Badalado por p3marinho às 18:11
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008
Faroeste!

 

É o que dá o país estar com problemas económicos.

 

Desemprego, banditismo, insegurança.

 

Mas não concordo com alguns comentários que leio no jornal. As pessoas são mesmo muito influenciadas.

 

Sabia que existiam pessoas assim, mas juízos de há 100 anos atrás?

“Estrangeiros aos seus paízes, já! E desocupem a máquina que pode ser necessária para alguma pessoa” – comentário no Sol

 

“Ligado às máquinas este criminoso?” – comentário no Sol

 

“A verdade é que isto cada vez esta pior, ainda a semana passada um preto assaltou com uma fala uma senhora no autocarro…” – comentário do Sol, copiado para aqui igual como o escreveram

 

Como é que esta gentinha tem o dever de dizer isto, ainda por cima nem sabem escrever.

Nós temos políticos que nos roubam os bolsos todos os dias, que andam de fato e gravata e se titulam nossos governadores. Mas a esses a policia não atira a matar.

 

É claro que assaltar, roubar não é o melhor acto para a resolução de problemas, mas a culpa certamente não é deles. Podem ser brasileiros, africanos, portugueses qualquer outra nacionalidade, a questão é que quando cresce a pobreza, sobe também o banditismo.

 

Não estamos habituados em Portugal a lidar com situações destas, mas não podemos ser tão radicais no que dizemos, porque para onde vai este país, pensam que não vai ser pior, e aí está, não vão ser só os imigrantes.

 

Agora, desligar a máquina? Às pessoas que dizem isto, era o que devia acontecer. Imagine que acontecia a um familiar chegado, ele estava com dificuldades económicas, tinha o filho (por exemplo o seu neto) no hospital, os dois desempregados e ia assaltar um banco, leva 1 tiro…

 

Pode ser bem a história… E o desespero é forte…

 

É de lamentar o facto de estas situações existirem. Temos que começar é por perceber a razão do começo do ponto crítico que leva à sua realização.

 

Também não quero que perdoem o nosso povo por  ter feito mal a tantas nações, mas foi noutros tempos, temos que evoluir. 

 

Pensam que “nós” nos outros países somos uns santinhos? Pois…

 

Existem leis – por pior que elas sejam, ou que só beneficiem os mais endinheirados – mas elas existem e seja como for, claro que quem pratica o crime, deve ser punido.

 

…é só uma opinião!

Badalado por p3marinho às 10:55
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Sexta-feira, 21 de Março de 2008
Alá akbar!

Apesar de ter sido criado no meio da religião católica, não sou muito de religiões, aliás, além do futebol é outro tema que não debato.

Um dia destes estava a ver os jornais na televisão e acabei por parar num “filme de tiros”.

Este “filme”, uma criação de rua, via-se alguém com um rocket na mão a tentar atingir alguém com uma bandeira vermelha às riscas brancas no ombro.

Depois do tão esperado disparo, sobressaem gritos - “alá akbar”… “alá akbar”!

“Alá akbar”? – Deus é louvado? Mas aquela gente não percebe que se houvesse Deus (alá), ele certamente não queria assistir aquilo pela televisão!!!

Isto tudo a horas de se estar acordado. Os telejornais deveriam ser classificados como os filmes e levado à regra,  que antes das 21 não fosse permitido qualquer violência.

Claro que a ocupação de território à força, não é a melhor filosofia, mas também não é muito educativo passarem certos acontecimentos pela televisão. Claro que vê quem quer, mas as crianças querem?

Vamos de mal a pior…

Badalado por p3marinho às 21:26
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Sábado, 15 de Março de 2008
À beira de um ataque de nervos.

Pelos vistos por lá, ainda assam pessoas nas fogueiras. Deve ser dos bafos das montanhas*!

Apedrejarem pessoas em publico, que prosperidade se espera daquele Tibete. Nunca pensei que na terra dos Dalai Lamas - líderes espirituais – se passasse tal terror.

O “Sol” refere: “Um porta-voz dos Jogos Olímpicos afirmou que os protestos não deverão atrapalhar a passagem da tocha pela região do Tibete.”

-Sim pois, talvez usem a tocha para atear a fogueira! Já vi acabarem um evento por muito menos, por exemplo o nosso Dakar – Vamos ver se isto tudo não é pretexto para não haver Jogos. Pode ser que Pequim não esteja preparado ou então estão com medo que os Português ganhem todas as medalhas de ouro…

*Tibete é referida como “o tecto do Mundo”.

 

tags:
Badalado por p3marinho às 21:02
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Segunda-feira, 7 de Maio de 2007
"Caso Madeleine"
Quantas vezes, aliás, quantas crianças desaparecem por dia no Mundo inteiro!?
É uma pergunta que, principalmente, a população portuguesa deveria fazer ao ver os noticiários. Quando é que se fez um tamanho aparato pelo desaparecimento de uma criança, em Portugal!?
GNR, PJ, PSP, Polícia Britânica (que não confia nos nossos agentes!), Polícia Marítima, pessoal local e para quê, para mostrar aos Britânicos que no preocupamos mais pelos filhos dos outros que propriamente pelos nossos!? Por uma questão turística!?
É um desrespeito o que estas pessoas fazem, sejam eles agentes da autoridade, políticos ou mesmo população. Nunca vi actuarem da mesma forma quando desaparece o filho da mercearia, ou a filha da empregada…
Mas… é mesmo característico, não alcanço, em vez de crescermos para uma nação evoluída, todos os dias descemos mais para um país muito pequenino, um país de “Quarto Mundo”.
Na realidade penso que deveria ser assim, mas para todos, sem triagem.
Por fim, quero só deixar uma questão que também me faz uma certa confusão:
Os pais não são responsabilizados por deixarem três crianças sozinhas durante a noite para irem jantar, mesmo que fechassem todas as janelas e portas, não é negligencia.

Pelos vistos as leis só existem para uns…!? :)
tags:
Badalado por p3marinho às 09:14
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2007
SISMO!!!






Agora mesmo um sismo em Lisboa…Boa, não senti, mas a rádio transmitiu agora mesmo.

Badalado por p3marinho às 11:36
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007
Ontem foi…

… um excelente dia.

31 de Janeiro de 1979, estava eu a paralisar um episodio da novela Gabriela ( conta a minha mãe), no Hospital Distrital da Figueira da Foz.

28 anos findos, fui ver a maravilha mais extraordinária que alguma vez imaginei pudesse ser feita, OS STOMP, no casino de Lisboa.

Okapa, não subsiste palavras que possam expressar o que sinto, se não viram têm que ver – para os que viram, espero que tenham a mesma sensação que tenho, voltar a ver e voltar a ver e voltar a ver.

SEM PALAVRAS…















(Mil beijinhos para quem me proporcionou – embrulhado - este prodígio)
Badalado por p3marinho às 12:42
URL | Comentar | Escolhe-me a mim!
Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007
O soldado (des)conhecido
Uma das notícias mais perturbantes foi o facto de um tribunal israelita aprovar a utilização do sémen de um soldado morto a tiro na Faixa de Gaza.

Os pais do soldado arguiram a não descendência do filho, “alugando” uma mãe para desabrochar o futuro neto – ele não teria namorada? Porquê uma desconhecida?

Zune que o soldado não deixou prova alguma que cobiçava constituir família.

Uma questão muito preocupante. Na realidade, por um lado, os progenitores deste soldado (no caso de ser filho único), poderão dar continuação à linhagem, por outro lado, na sequência de não haver qualquer indício, vontade, do soldado à realização deste facto, parece uma clara violação dos seus direitos.

O que vão, e como vão, explicar a realidade do acontecimento ao fruto?

Badalado por p3marinho às 11:16
URL | Comentar | Ver comentários (1) | Escolhe-me a mim!
Domingo, 14 de Janeiro de 2007
DESPENALIZAÇÃO DO ABORTO
Vou expor as palermices que penso sobre esta matéria, tentado ser o mais breve possível para não vos cansar de tanta leitura.

Como sabem, o aborto foi legalizado em Portugal em 1984: a mãe poderia abortar por razões de saúde até às 12 semanas (no caso de perigo de vida, grave lesão ou violação).

O referendo de 2007 sugere que a mulher possa abortar até às 10 semanas nos hospitais ou em clínicas privadas, com os serviços pagos pelos nossos impostos, sem ter que dar qualquer razão (por não estar satisfeita com o sexo do bebé, por exemplo) – de facto, trata-se duma legalização e liberalização do aborto que apoio inteiramente, qualquer que seja a razão que a mulher tenha para praticar este acto (não fazendo disso um acto continuado, evidentemente). Legal ou ilegal, o aborto representa sempre um risco e um traumatismo físico e psicológico para a mulher evidente que deveriam ser sempre auxiliadas por especialistas e, mais importante, pela família.

O primeiro passo, sim, deveria ser pensar como acabar com o aborto clandestino. A mulher que tem posses pode fazer o que bem lhe apetece, o problema é que a maioria das mulheres envolvidas nesta questão vive abaixo do limiar da pobreza. Naturalmente, a despenalização servirá, e bem, para todas, não banindo raças, credos e posições sociais.

Por fim, e o mais importante, é ajudar a ver as situações pelo lado positivo e da solidariedade, e não deixar que a mulher se veja desesperadamente só em momentos extremamente difíceis da sua vida.
Badalado por p3marinho às 01:28
URL | Comentar | Ver comentários (2) | Escolhe-me a mim!